Novembro Azul: multicentros de Salvador promovem ações de incentivo ao autocuidado e combate ao preconceito - Destaque1

2 years ago 1046
ARTICLE AD BOX

Os homens são a minoria entre os que procuram atendimento nas unidades de saúde. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 40% dos adultos com até 39 anos só buscam ajuda quando passam mal. Esse percentual cai para 20% quando se trata de homens acima de 40 anos. Os dados preocupam os especialistas, uma vez que o diagnóstico precoce faz toda diferença nas chances de cura de doenças graves, como o câncer de próstata.

Para ajudar a combater o preconceito e mostrar que cuidar de si é natural e necessário, os Multicentros de Saúde Carlos Gomes e Vale das Pedrinhas entram na campanha Novembro Azul com o tema “Escolhendo o hoje para viver o amanhã!”. As ações são promovidas pelo Instituto Saúde e Cidadania (Isac) durante todo este mês, dentro do Movimento pela Vida, programa criado para sensibilizar a população, disseminar conteúdos e engajar pessoas na prevenção em saúde.

“De maneira geral, o homem procura menos os serviços de saúde por considerar erroneamente o autocuidado como fragilidade. Isso está ancorado na cultura da masculinidade e acaba afastando o homem adulto dos serviços de saúde, o que favorece o aumento das doenças crônicas, as infecções sexualmente transmissíveis, o distanciamento da paternidade, entre outras coisas”, informou Márcia Sena, coordenadora de Assistência do Multicentro de Saúde Vale das Pedrinhas.

Ações locais

Durante todo o mês de novembro, os dois multicentros intensificarão as ações de promoção da saúde com palestras voltadas para colaboradores, pacientes e acompanhantes. Além disso, serão oferecidos consultas e exames especializados para o diagnóstico precoce do câncer de próstata. As estruturas de saúde funcionam de segunda a sexta-feira, exceto aos feriados, das 7h às 18h.

O agendamento para os procedimentos no Multicentro Vale das Pedrinhas acontece exclusivamente pela internet, por meio do site da unidade. Para as pessoas que tiverem dificuldade de acesso à internet, colaboradores da sala de apoio de pré-agendamento darão o suporte necessário para a marcação dos procedimentos.

No Multicentro de Saúde Carlos Gomes, o agendamento para primeira consulta ou exame na unidade pode ser realizado em uma das 156 unidades básicas de saúde da rede municipal de saúde, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), sempre das 8h às 17h. É necessário apresentar uma requisição preenchida por um médico e o Cartão SUS vinculado ao município de Salvador.

As unidades dispõem de equipes multidisciplinares completas para o atendimento integral da saúde do homem, travesti, mulher trans e pessoa não binária, inclusive, com médicos urologistas.

Saúde para todos

A mobilização também chama a atenção para que mulheres transgênero, travestis e pessoas não binárias procurem os serviços de saúde para consultas e exames relacionados à próstata. De acordo com estimativa da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), cerca de 10 mil pessoas transgênero, travestis e não binárias devem residir em Salvador.

“O preconceito, a vergonha e o medo de ir até uma unidade de saúde também afetam a vida das mulheres trans, dos travestis e das pessoas não binárias. Por isso, é importante sensibilizar e incentivar esse público para a prática do autocuidado. Mesmo aquelas mulheres transgênero que já fizeram a cirurgia de adequação de gênero também devem seguir um plano de acompanhamento periódico para o exame da próstata”, explica Paula Souza, coordenadora de Assistência do Multicentro de Saúde Carlos Gomes.

No caso de pacientes que já são acompanhados pela equipe multidisciplinar do Multicentro de Saúde Carlos Gomes, os procedimentos devem ser agendados no guichê de marcação de consultas e exames, que fica localizado no prédio da unidade.

Leia o artigo inteiro